Notícia

Funasa poderá liberar recursos para obras de saneamento ambiental

A Alago (Associação dos Municípios do Lago de Furnas) realizou reunião em Alfenas na sexta-feira, dia 14, para tratar mais uma vez da questão do saneamento ambiental na região. A reunião contou com a presença do superintendente estadual da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) em Minas Gerais, Célio Gonçalves Rios.

Ele veio anunciar que 25 projetos de tratamento de esgoto de prefeituras do entorno do lago de Furnas poderão ser financiados pela fundação. Segundo ele, estes municípios poderão se candidatar aos recursos. Há também recursos para projetos de aterro sanitário e aquisição de caminhões de coleta de lixo.

Rios disse que há um pleito da região em Brasília. A Alago apresentou projetos executivos de saneamento elaborados com recursos de Furnas e da Copasa. "Estes projetos estão em análise. Se aprovados, entrarão no PAC II (Plano de Aceleração do Crescimento). A estimativa é de um custo de R$ 400 milhões, mas trabalhamos com a possibilidade de liberação de R$ 200 milhões num primeiro momento", afirmou.

Disse também que a microbacia do entorno do lago precisa de bons projetos de saneamento e que para isso também há recursos na Funasa. Uma das ideias dadas por ele aos prefeitos presentes é que se associem em consórcios regionais para a realização de obras relacionadas ao saneamento ambiental. "Nas regiões em que já existem consórcios, comprova-se que isto é importante e muito mais econômico. Associativismo é o caminho."

O superintendente também ressaltou que a Funasa apoia projetos que proporcionem mais saúde à população "e projetos de saneamento, como tratamento de água, tratamento de esgoto e destinação de lixo em aterros sanitários são medidas preventivas de saúde", explicou.

Luta antiga

O encontro contou com presença dos prefeitos de Alfenas, Aguanil, Boa Esperança, Elói Mendes, Camacho, Coqueiral, Guapé, Ilicínea, Monte Belo e Poço Fundo, vice-prefeitos e vereadores da região, Fórum das Instituições de Ensino Superior do Lago de Furnas, empreendedores instalados às margens do lago, sociedade civil e representantes do Crea-MG (Conselho Regional de Engenharia de Arquitetura).

As boas-vindas foram dadas pelo prefeito de Alfenas, Luiz Antônio da Silva (PT) e pelo prefeito de Guapé e presidente da Alago, Nelson Alves Lara. O deputado estadual e exprefeito de Alfenas Pompilio Canavez (PT) fez um resumo da luta da região pelo saneamento ambiental, desde a criação da Alago, na década de 1990, quando a questão era apenas um sonho, até hoje, em que os projetos de saneamento estão prontos e em análise pelo Ministério das Cidades e Funasa.

Ele também falou da ideia de criação de uma usina termoelétrica na região, com geração de energia a partir do lixo. Também
falou sobre a hidrovia Lago de Furnas. Para o deputado. Disse que usuários do lago como os piscicultores e os empreendedores de turismo, também sonham com o lago despoluído, sem esgoto lançado in natura.

O deputado lembrou ainda que a região trava uma luta por melhores rodovias e pelo aumento de moradias populares. "Tudo isto, se conseguirmos, vai ajudar no desenvolvimento da nossa região, mas com responsabilidade ambiental e social."

O deputado Antônio Carlos Arantes (PSC), também presente à região, afirmou que existem recursos dos Governos estadual e federal, mas faltam projetos de saneamento ambiental. "Nestes quatro anos em que estou na Assembleia, tenho visto que alguns estudos vêm
sendo feitos, como o Plano Diretor de Recursos Hídricos do Lago de Furnas, por exemplo. Temos de ter bons projetos para lutarmos
por obras."

Arantes reforçou que todo e qualquer projeto relacionado ao lago de Furnas devem focar em sustentabilidade ambiental, a fim de gerar economia e avanços sociais para toda a região. "Esta é uma região importante, mas que vai se desenvolver se os projetos forem sustentáveis", disse.

PARCEIROS