Notícia

Bacia terá Plano Diretor

A Bacia Hidrográfica do Rio Grande terá um plano diretor de recursos hídricos. Após dois anos de negociações, o plano vai sair do papel e contemplará os 52 municípios do CBH Furnas (Comitê de Bacia Hidrográfica do Entorno do Lago de Furnas). A execução é da Funpai (Fundação de Pesquisa de Itajubá), Alago (Associação dos Municípios do Lago de Furnas) e Forum Lago (fórum das instituições de ensino e pesquisa para o desenvolvimento do lago de Furnas), com acompanhamento pelo CBH Furnas e Igam (Instituto Mineiro de Gestão das Águas. Os recursos vieram do Fidro (Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais).
O plano fará um levantamento completo de todos os recursos hídricos da região, indicará problemas, apontará potencialidades e fará sugestões de ações integradas em várias áreas, como meio ambiente e turismo, por exemplo.
A apresentação do Termo de Referência para Elaboração do Plano Diretor de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Grande aconteceu na tarde de quarta-feira, dia 1º, em Alfenas. Na mesma reunião foi lançado edital para o credenciamento de instituições interessadas em compor o comitê. Este edital será publicado na próxima semana.
Participaram do encontro representantes de vários órgãos que integram atualmente o CBH Furnas. O prefeito de Alfenas, Pompilio Canavez, também participou. Ele falou da luta pela alteração do artigo da Lei 14.309, que baixou de 100 para 30 metros a faixa de preservação do lago de Furnas e outros lagos artificiais, da criação da Câmara Técnica de Turismo da Alago, que deverá iniciar em breve um plano diretor de turismo, da participação de representante do CBH Furnas no Fórum Mundial das Águas e criticou a atual demarcação de parque aquicola do lago de Furnas, que deixou de contemplar várias regiões que possuem unidades de criação de peixes em tanques.

PARCEIROS